Saúde e Medicina no Trabalho

Exames Médicos

Os nossos exames são realizados sob um rigoroso conjunto de normas e procedimentos internos, que nos garantem um acréscimo de qualidade ao serviço da Medicina Preventiva.

Os médicos (as) do trabalho são exclusivamente acompanhados por enfermeiros (as) credenciados, ambos responsáveis por efetuar um levantamento clínico do historial de cada trabalhador e respectiva envolvência nos seus postos de trabalho. Esta equipa médica tem ainda à sua disposição um conjunto de exames complementares de diagnóstico (ECD’S) que apoiam a decisão da aptidão física de um trabalhador.

Para além da nossa clínica em Santa Maria da Feira, a HUMANOTOP desenvolveu uma rede de clínicas capazes de dar resposta ao nível do território nacional, sendo que podemos ainda deslocar uma viatura móvel ou até mesmo equipas médicas às instalações dos nossos clientes onde montamos um autêntico consultório médico.

 

Fichas de Aptidão

Depois de efetuados todos os ECD’s e seguidos da respetiva consulta médica, serão emitidas a fichas de aptidão individuais dos trabalhadores, que posteriormente serão enviadas para o departamento de recursos humanos da empresa cliente.

Nestas fichas consta a informação da aptidão de cada trabalhador, fundamental para a prevenção de possíveis desvios e medidas de proteção necessárias para a segurança de todos que será comunicada pelo Médico do trabalho ao empregador caso haja necessidade.

 

Vigilância Médica

Exames de Admissão

A realizar antes do inicio da prestação do trabalho, ou então quando a admissão o justificar no 15 dias seguintes à contratação.

Exames Periódicos

Exames Periódicos, anuais para os menores de 18 anos e para os maiores de 50 anos e de 2 em 2 anos para os restantes trabalhadores.

Exames Ocasionais

A realizar sempre que haja uma ausência superior a 30 dias quer por motivo de doença ou acidente, bem como sempre que haja alteração substanciais dos meios utilizados, no ambiente e na organização do trabalho susceptíveis de repercussão nociva na saúde do trabalhador.

Face a caso de suspeitas de doenças existe uma interligação oportuna entre a Medicina do Trabalho e a Medicina Familiar no que concerne ao encaminhamento e respectivo tratamento do trabalhador em causa.

Relatório Único

A regulamentação do Código do Trabalho criou uma obrigação única, a cargo dos empregadores, de prestação anual de informação sobre a actividade social da empresa, com conteúdo e prazo de apresentação regulados na Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro.

O Relatório Único é um documento legal que deve ser entregue por todas as empresas entre 16 de Março e 15 de Abril(verificar sempre os prazos na página do GEE), todos os anos, sendo este constituído por 6 anexos.

  • O anexo A refere-se ao quadro de pessoal;
  • O anexo B ao fluxo de entrada e saída de trabalhadores;
  • O anexo C ao relatório anual de formação contínua;
  • O anexo D ao relatório anual das actividades do serviço de segurança e saúde;
  • O anexo E a greves;
  • O anexo F a informação sobre prestadores de serviços;

O conteúdo desenvolvido no relatório, bem como as instruções e os elementos auxiliares ao preenchimento (tabelas de códigos) encontram-se disponíveis no site do Gabinete de Estratégia e Estudos: GEE. O preenchimento é feito na aplicação disponibilizada electronicamente para o efeito.

Quem deve preencher o RU são apenas os empregadores, ou seja, os agentes económicos que têm trabalhadores ao seu serviço.

A Humanotop, tendo toda a informação inerente aos serviços prestados no âmbito das saúde, higiene e segurança e, como é sua obrigação, colabora ou preenche o Anexo D, de acordo com as orientações do nosso cliente.